skip to Main Content

Uma discussão em torno da sexualidade das mulheres africanas, a partir da Sylvia Tamale

Uma Discussão Em Torno Da Sexualidade Das Mulheres Africanas, A Partir Da Sylvia Tamale

Resumo


Terão as diferentes mulheres africanas direitos sexuais? Devem estas diferentes mulheres “despir-se” das suas culturas para gozarem da autonomia e liberdade sexual? Quais os motivos para o controlo da sua sexualidade? Será a sexualidade das diferentes mulheres africanas tóxica? São estas e outras as questões que iremos discutir, refletir e, a partir delas e do pensamento da teórica feminista ugandesa Sylvia Tamale, buscar construir um pensamento emancipatório, não essencialista, horizontal e que não esteja preso a uma visão única do mundo.  



Nota biográfica


Paula Machava é doutoranda em Estudos Feministas na Universidade de Coimbra. Tem o mestrado em Educação/Ensino de Português pela Universidade Pedagógica (2016) e a Licenciatura em Linguística e Literatura pela Universidade Eduardo Mondlane (2006). Foi docente de Literatura e de Técnicas de Expressão em língua Portuguesa na Universidade Pedagógica. Atualmente, é Assistente Universitária na Universidade Lúrio. Foi oficial de género e alfabetização no Fórum das Organizações Femininas do Niassa. Tem como áreas de interesse científico: Género e Etnicidades, Género e Trabalho, Género e Educação.



Textos centrais para a sessão


Tamale, Sylvia (2008), «Erotismo, sensualidade e “segredos de mulheres” entre as/os Bagandas», in Andrea Cornwall; Susie Jolly (org.). Jones de Freitas (trad.), Questões de sexualidade – Ensaios transculturais. Rio de Janeiro: ABIA, 175–189.

Tamale, Sylvia (2007), “The Right to Culture and the Culture of Rights: A Critical Perspective on Women’s Sexual Rights in Africa”, in Adili Zia; Billy Kaora (edit.), Sex Matters. Urgent Action Fund – Africa, 148–164.


[Para ter acesso aos artigos envie, por favor, um e-mail para gw@ces.uc.pt  até 11 de dezembro]

Fonte: Uma discussão em torno da sexualidade das mulheres africanas, a partir da Sylvia Tamale

Deixar uma resposta

Back To Top