O Livro do Desassossego ganha versão online interactiva

Chama-se Arquivo LdoD: Arquivo Digital Colaborativo do Livro do Desassossego e é editado pela U. Coimbra

É uma obra sem paralelo quer no corpo de trabalho do poeta, quer na ampla biblioteca nacional. Com uma humanidade ímpar e uma profundidade muito difícil de alcançar, o Livro Desassossego é uma das obras de maior relevo escritas em português e em Portugal.

Assinado pelo semi-heterónimo de Fernando Pessoa, Bernardo Soares, foi pela primeira vez editado em 1913 e, agora, passado 104 anos ganha uma nova vida numa edição interactiva lançada online pela Universidade de Coimbra. Chama-se Arquivo LdoD (isto é, Arquivo Digital Colaborativo do Livro do Desassossego) e, apesar de ser apresentado quinta-feira na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC), já está disponível online.

O Arquivo LdoD é o resultado de um projeto de investigação do Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra (CLP), em colaboração colaboração do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores em Lisboa (INESC-ID Lisboa) e a Biblioteca Nacional de Portugal (BNP). Na apresentação do site, de design também ele louvável, percebe-se facilmente o que podemos encontrar e qual o intuito desta edição interactiva:

“Contém imagens dos documentos autógrafos, novas transcrições desses documentos e ainda transcrições de quatro edições da obra.”

“Inclui ainda um módulo de escrita que, futuramente, permitirá aos utilizadores escreverem variações a partir dos fragmentos do Livro.”

A ideia é envolver a comunidade de leitores na leitura de uma obra de uma forma a que estes não estão habituados, dando a oportunidade de conviver com alguns processos típicos da fase de edição ou publicação do livro. O projecto revela o complexo mundo por trás de uma leitura, especialmente em livros com esta antiguidade e, sem qualquer menosprezo pela obra, uma certa desorganização.

Neste tipo de obra, o papel de edição é muito importante, requerendo muitas vezes a reconstrução do sentido textual de vários blocos de texto em folhas ou cadernos contíguos, alguns rasurados, por exemplo. É com essas dificuldades que somos confrontados neste arquivo digital, ganhando uma noção ainda mais fidedigna da imensidão desta obra que só à leitura já enorme.

O coordenador do projecto, citado pelo site da Universidade de Coimbra, explica o alcance que se pretende com este projecto: “Através da integração de ferramentas computacionais num espaço simulatório, o Arquivo LdoD oferece um ambiente textual dinâmico, no qual os utilizadores podem desempenhar diferentes papéis literários. Trata-se de um recurso multiplataforma e multidispositivo (smartphone, tablet, computador portátil) em acesso aberto, cujas funcionalidades servem para múltiplas atividades, incluindo leitura de lazer, estudo, análise, investigação avançada e criação literária.”

Fonte: O Livro do Desassossego ganha versão online interactiva

Article written by Gonçalo Cordeiro

Fundador da Ideia, uma empresa que tem por atividade a consultoria e gestão no campo da cultura, e a investigação em relação com os países de língua portuguesa.

Be the first to comment

Deixar uma resposta