Instituto disponibiliza repositório comum a pesquisadores — IBICT

Instituições que não possuem repositórios próprios têm a opção de armazenar produções intelectuais no Repositório Comum do Brasil, o Deposita. Coletado pelo Portal Brasileiro de Publicações Científicas em Acesso Aberto (OASISBR), do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT), o Deposita está disponível para qualquer instituição, pública ou privada.

Durante o I Encontro Capes de Ciência Aberta – Repositórios Digitais, Washington Segundo, coordenador do Laboratório de Metodologias de Tratamento e Disseminação da Informação (COLAB) no IBICT, apresentou o Deposita e explicou sobre outra ferramenta disponível para autores e pesquisadores, a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD).

Subconjunto do OASIS, a BDTD conta com cerca de 16 mil acessos diários e dissemina informações em meio internacional, via protocolo de interoperabilidade, que nada mais é do que a capacidade de um sistema se comunicar de forma transparente com outro.

Washington Segundo, do IBICT, palestra no I Encontro CAPES de Ciência Aberta – Repositórios (Foto:Haydée Vieira – CCS/CAPES)

“É importante uma descrição bem feita, com metadados bem elaborados, de acordo com os padrões que a gente dissemina aqui dentro do Brasil, para que essa interoperabilidade com o exterior, de fato, ocorra”, explica.

Com 430 instituições participantes, o OASIS possui mais de 2,1 milhões documentos cadastrados e disponibiliza acesso a bibliotecas digitais, repositórios institucionais e revistas científicas de acesso aberto.

Fonte: Instituto disponibiliza repositório comum a pesquisadores — IBICT

Article written by Carlos Ferreira

Formador em TI, criou a WEBNUCLEO, uma micro empresa com perfil de consultora na área da gestão e publicação de conteúdos web. Acumula experiência e conhecimento na implementação de soluções com plataformas como o WordPress, Joomla, Open Journal System e Open Monograph Press.

Be the first to comment

Deixar uma resposta