Participe no Humanidades Digitais.

Se desejar pode submeter aqui um artigo quer seja original ou com ligação para outro website.

Festa Literária das Periferias

A língua falada, cantada e recriada nas ruas vai ser celebrada no Rio Poetry Slam, campeonato de poesia que acontece durante a Flup – Festa Literária das Periferias, de 10 a 15 de novembro, no Vidigal (Rio de Janeiro).

O Museu da Língua Portuguesa, atualmente em reconstrução, apoia a iniciativa e é co-realizador do encontro de poetas do Brasil, Angola e Portugal. O encontro, que recebeu o nome de “Sarall”, acontece no dia 10, na abertura do Rio Poetry Slam, no galpão da ONG Horizonte. Primeiro encontro de saraus e slams de língua portuguesa, o evento vai reunir 15 poetas, artistas e escritores, como Alessandro Buzo, do Sarau Suburbano de São Paulo, a poeta e escritora angolana Bel Neto e o músico português José Anjos. A apresentação do Sarall será feita pelo ator Marcelo Mello, também poeta, cineasta e ativo participante da cena artística do Vidigal.

O Rio Poetry Slam é o maior evento de poesia falada da América Latina. “Teremos uma diversidade de vozes, com mulheres negras e periféricas; trans; homens”, adianta a curadora do Rio Poetry Slam, Roberta Estrela d’Alva, diretora do premiado filme “Slam: Uma voz de levante”. “É um encontro da diversidade poética, popularizando a poesia que foi tida como acadêmica, e dando voz à comunidade.”

Nesta edição, a FLUP homenageia o dramaturgo Oduvaldo Vianna Filho, o Vianinha, autor de teatro, televisão, cinema, jornalismo e crítica cultural.

Veja a programação completa aqui.

Article written by Carlos Ferreira

Formador em TI, criou a WEBNUCLEO, uma micro empresa com perfil de consultora na área da gestão e publicação de conteúdos web. Acumula experiência e conhecimento na implementação de soluções com plataformas como o WordPress, Joomla, Open Journal System e Open Monograph Press.

Be the first to comment

Deixar uma resposta