skip to Main Content

experiências, conflitos e oposições nas sociedades africanas descolonizadas, 1960–1990

Experiências, Conflitos E Oposições Nas Sociedades Africanas Descolonizadas, 1960–1990

Programa


24 de Setembro de 2019


09h30 Introdução

Dr. António Aleixo Martins (presidente da Câmara Municipal)

Alexander Keese (Genève), Estudar os períodos pós-independência como experiência múltipla: um desafio histórico

José Silva Évora (Praia), A experiência pós-colonial entre o local e o transnacional


10h15–10h30 Pausa


10h30 Keynote 1
Françoise Blum (Paris I), Révoltes et révolutions dans l’Afrique francophone des indépendances

Moderação: Miguel Bandeira Jerónimo (CES, Coimbra)


11h45 Sessão I – Desafios pós-coloniais nas transições locais (exemplos da Guiné e do Moçambique)

Andreas Zeman (Berne), “Aquilo que mobilizam não é aquilo que fazem”: propaganda política e realidades sociais no norte do Moçambique nos primeiros anos depois da Independência


Pedro Cerdeira (Genève), Do administrador de concelho ao presidente do comité regional: o impacto da descolonização na composição da administração regional de Cacheu


Moderação: Beatriz Valverde Contreras (Lisboa)


13h00–14h15m Pausa


14h15–16h00 Sessão II – As culturas do (pós)colonial

Miguel Bandeira Jerónimo (CES, Coimbra), A(s) política(s) da patrimonialização no colonialismo tardio


Lucia Weiss (FU Berlin), “Mozambicanité”, “africanité”, “nationalité” –expressions artistiques autours de l’Indépendance en Mozambique dans le journal Lotus


Joana Brites (Coimbra), Arquitetura pública no Moçambique colonial (1945–1975): circuitos de decisão e arenas de significação


Francisca Pires (Mindelo), A descolonização portuguesa nos curricula do ensino secundário em Cabo Verde:  algumas reflexões

Moderação: Cláudio Furtado (Praia)


Pausa 16h00 –16h30


16h30 – Keynote 2

Boaventura Rodrigues Santy (Bissau), Estado e sociedade no período pós-colonial na Guiné-Bissau: conflitos, resistências e convergências

Moderação: José Silva Évora (Praia)


 


25 de Setembro de 2019


10h00 – Keynote 3

Kouadio Guessan (Abidjan), Le régime politique ivoirien de Félix Houphouët-Boigny à l’épreuve des oppositions nationales et régionales (1960–1980)

Moderação: Alexander Keese (Genève)


11h15 –13h00 Sessão III – Repertórios de resistência comparados

Alexander Keese (Genève), A “boa liberdade” revisitada: hesitações e reflexões sobre a contestação na África lusófona e no continente africano


Cláudio Furtado (Praia), Cabo Verde: independência, autonomia e descolonização – armadilhas ideológicas em abordagens histórico-sociológicas


Meike de Goede (Amsterdam), L’héritage des vérités coloniales et la promesse des histoires des minorités: le cas du Congo-Brazzaville

Moderação: José Pedro Monteiro (CES, Coimbra)


Pausa: 13h00–14h00


14h15 –16h00 Sessão IV – As terras de Cabo Verde

José Évora (Praia), Desigualdades fundiárias e assimetrias sociais no Cabo Verde independente: o caso de Tarrafal de Monte Trigo na ilha de Santo Antão


José Pedro Monteiro (CES, Coimbra), As políticas de trabalho e mão-de-obra no colonialismo tardio: histórias e legados (1961-1975)


Carla Carvalho (Praia), Terras de nenhuma mulher… Ou de como se conquista a terra na Ilha de Santiago (Cabo Verde)


Moderação: José Maria Borges Tavares (Praia)

 


16h15 Discussão final


Moderada por Miguel Bandeira Jerónimo, José Silva Évora e Alexander Keese

Fonte: experiências, conflitos e oposições nas sociedades africanas descolonizadas, 1960–1990

Deixar uma resposta

Back To Top