skip to Main Content

estórias de oito mulheres portuguesas entre palavra falada, arte e ciência escrita

Estórias De Oito Mulheres Portuguesas Entre Palavra Falada, Arte E Ciência Escrita


Esta investigação teve como objetivo a recolha de experiências e estórias de mulheres portuguesas com cancro, contribuindo para a produção de conhecimento nos estudos sociais da arte, saúde e doença. Desdobrado entre experiência vivida e ciência social, juntando-lhe a arte, construído como um exercício qualitativo, intersubjetivo e transdisciplinar, este projeto introduz os saberes do corpo, a palavra dita, a escrita criativa, a fotografia e o desenho/pintura no centro da investigação, usando-os como recursos, instrumentos, métodos e formas de conhecimento.

Propõe-se uma leitura ontológica, epistemológica e performativa da arte, entendendo-a como um acrescento de experiência ou pedaço de cancro, ou seja, parte do modo como a doença é sentida, entendida e gerida. A investigadora recolheu estórias de oito mulheres do seu círculo relacional, refletindo sobre os acontecimentos, pessoas, lugares, objetos, materialidades, pensamentos, emoções, sensações e gestos que deram forma às suas experiências. Uma ciência social ilustrada, combinando texto e imagem, utilizando metodologias visuais e criativas, facilitará e reforçará o impacto social e os resultados públicos da investigação.

Fonte: estórias de oito mulheres portuguesas entre palavra falada, arte e ciência escrita

Deixar uma resposta

Back To Top