Participe no Humanidades Digitais.

Se desejar pode submeter aqui um artigo quer seja original ou com ligação para outro website.

Ecologia, política, saúde e conhecimentos alternativos

Atividade integrada no Ciclo de Seminários «Oficinas das Epistemologias do Sul», que decorre entre outubro de 2017 e junho de 2018

A proposta é discutir as interfaces entre ecologia, saúde e produção de conhecimentos tendo por referência os conflitos e as lutas sociais e territoriais envolvendo injustiças e problemas ecológicos decorrentes da economia capitalista globalizada, principalmente no Sul Global, em setores como a mineração, o agronegócio, a indústria do petróleo, a produção de energia e diversas infraestruturas. O pano de fundo são experiências de pesquisas colaborativas com comunidades atingidas e movimentos sociais, assim como a produção de relatórios contra hegemônicos.

Propomos uma visão holística da saúde centrada não apenas na análise das doenças (morbidade) e mortes (mortalidade), mas em sua relação com a vida, a natureza, a democracia, a cultura e os direitos fundamentais. Resumimos tal concepção na expressão “Saúde como Dignidade”, uma alternativa para o diálogo intercultural ao ecoar vozes de inúmeros povos e movimentos que têm lutado pelo direito à vida e aos bens comuns. A discussão epistemológica é chave nesse processo, pois reflete como os conhecimentos são concebidos, produzidos e legitimados em tais lutas. Para discutirmos a ecologia de saberes, usaremos alguns exemplos de avanços e tensões na produção de conhecimentos, seja a partir da pluralidade interna da ciência ou no diálogo com saberes externos, não científicos.

Comentador: João Arriscado Nunes (CES/FEUC)

Fonte: ecologia, política, saúde e conhecimentos alternativos

Article written by Carlos Ferreira

Formador em TI, criou a WEBNUCLEO, uma micro empresa com perfil de consultora na área da gestão e publicação de conteúdos web. Acumula experiência e conhecimento na implementação de soluções com plataformas como o WordPress, Joomla, Open Journal System e Open Monograph Press.

Be the first to comment

Deixar uma resposta