skip to Main Content

Doutoramento Nº 9 | Materialidades da Literatura

Doutoramento Nº 9 | Materialidades Da Literatura

Realizam-se no próximo dia 29 de maio de 2019, pelas 10h30, na Sala Grande dos Atos, as provas de doutoramento em Materialidades da Literatura de Nuno Miguel Neves, candidato da quarta edição do Programa, que teve início em 2013-2014. O candidato apresenta a tese Vox Ex Machina: Poesia Sonora no Século XXI (2019).

O júri, nomeado por despacho reitoral de 1 de abril de 2019, tem a seguinte constituição:
Presidente:
Ana Paula Arnaut (Professora Auxiliar com Agregação da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra)
Vogais:
Pedro Serra (Professor Catedrático da Universidade de Salamanca)
Anabela Duarte (Investigadora do Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa)
Américo Rodrigues (Especialista)
Manuel Portela (Professor Catedrático da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra)
Osvaldo Manuel Silvestre (Professor Auxiliar da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra)

Esta tese – a nona do Programa de Doutoramento FCT em Materialidades da Literatura – integra-se numa das linhas de investigação do Programa, dedicada à análise das relações entre vocalidade, auralidade e literatura (Vox Media: O Som na Literatura). Nuno Miguel Neves investiga a heterogeneidade de práticas e discursos da poesia sonora contemporânea, articulando as suas dimensões mediais, políticas, verbais e vocais.

Resumo [excerto]

Assim, em primeiro lugar, procurar-se-á estabelecer o lugar da Poesia Sonora no campo dos Estudos Literários, interrogando a sua relação com um conjunto de questões do foro da Teoria da Literatura: Texto, Margem, Géneros Literários. Este processo permitirá sublinhar o seu carácter específico e contornos criando espaço para que possamos, em seguida, proceder à cartografia e inscrição das transformações da Poesia Sonora numa rede mais vasta de relações de carácter não só literário mas também cultural, social, tecnológico e político.

Procederemos, também, através de um quadro analítico quádruplo (Media, Política, Linguagem, Voz) a uma releitura dos principais momentos da Poesia Sonora e dos grandes períodos de transformação, construindo uma narrativa que redistribua os seus momentos chave de reconfiguração sono-plástica e conceptual na grelha formada por aqueles por forma a tornar evidentes um conjunto de novas relações.

Procurar-se-á, por fim, através do estabelecimento de uma proposta teórica que designámos como Poética das Vocalidades, dar conta da especificidade da Poesia Sonora na contemporaneidade, chamando a atenção para a sempre crescente heterogeneidade do discurso e registo poético da mesma, bem como para os processos de recuperação histórica que lhe subjazem.

Fonte: Doutoramento Nº 9 | Materialidades da Literatura

Deixar uma resposta

Back To Top