«Crítica da Razão Estatal. O Estado Moderno em África nas Relações Internacionais e Ciência Política. O caso de Cabo Verde» de Odair Barros Varela

Apresentação de livro

«Crítica da Razão Estatal. O Estado Moderno em África nas Relações Internacionais e Ciência Política. O caso de Cabo Verde» de Odair Barros Varela

10 de novembro de 2018, 18h00 – Livraria Almedina Estádio Cidade de Coimbra

Sinopse

O livro, apoiado em instrumentos analíticos das Relações Internacionais e da Ciência Política, e também secundada pela perspectiva dos Estudos Pós-coloniais, procede, primeiramente, a uma contextualização sócio-histórica crítica da emergência do Estado moderno no locus de enunciação de Cabo Verde, ou seja, em África, incidindo na análise da visão hegemónica acerca do papel do que se pactuou chamar de “modernidade” na configuração estatal neste continente.

Analisa-se, igualmente, mediante incursões analítico-normativas, a problemática da estatalidade em África, procurando lançar miradas sobre as heranças pré-coloniais, coloniais, o período após as independências e os desenvolvimentos contemporâneos, nomeadamente, no campo da Sociedade Internacional e das Éticas Internacionais, que contribuem para que, tal como em outras partes do globo, este continente tenha as principais características da sua estatalidade caldeadas na sua história tanto milenar como recente.

O trabalho engloba, por fim, uma análise embrionária do caso cabo-verdiano. A escolha deste Estado prende-se fundamentalmente com facto de apresentar-se com a seguinte singularidade: por um lado, constatou-se que as características que encerra provam a inadequação da abordagem hegemónica na catalogação de determinados Estados como sendo “frágeis”, “falhados” ou “colapsados”. Por outro, demonstra-se que o seu percurso pós-colonial – considerado, por exemplo, pelas principais instituições internacionais como sendo de relativo sucesso em termos do que se convencionou chamar-se de governação – deve-se principalmente ao facto da solução estatal adoptada ter-se mostrado para a sua elite dirigente, tal como ocorreu em outros casos, como a melhor via a seguir, enquadrando-se na abordagem normativa inovadora que se propõe aqui para a análise desse tipo de situações.

Fonte: «Crítica da Razão Estatal. O Estado Moderno em África nas Relações Internacionais e Ciência Política. O caso de Cabo Verde» de Odair Barros Varela

Article written by Carlos Ferreira

Formador em TI, criou a WEBNUCLEO, uma micro empresa com perfil de consultora na área da gestão e publicação de conteúdos web. Acumula experiência e conhecimento na implementação de soluções com plataformas como o WordPress, Joomla, Open Journal System e Open Monograph Press.

Be the first to comment

Deixar uma resposta