skip to Main Content

Ausências e emergências no encontro da “loucura” com a arte

Ausências E Emergências No Encontro Da “loucura” Com A Arte

Resumo


O seminário se propõe a discutir a articulação entre economia solidária, o binômio arte/ cultura e a promoção da cidadania entre sujeitos em situação de sofrimento psíquico, da vivência do que chamamos de “loucura”. No âmbito da Reforma Psiquiátrica brasileira, os usuários do Sistema de Saúde Mental estão em busca de autonomia, marcados por experiências anteriores de tutela, segregação e estigma. Existem arranjos institucionais e produtivos que envolvem, ao mesmo tempo, cultura autogestionária e produção artístico-cultural de grupos oriundos da desinstitucionalização da doença mental. A cultura pode ser pensada a partir da produção e mediação semiótica, do direito e da cidadania; a economia solidária trabalha com uma dimensão da economia que vai para além do binômio produção/consumo. Trata-se de um “econômico” que é também social e político. Sendo assim, a experiência de serem “sujeitos culturais atuantes” é bastante significativa na vida dos usuários.

A Reforma Psiquiátrica não é somente um projeto de mudança nos serviços de assistência, mas se constitui uma nova forma de olhar para a questão da saúde mental. As estratégias de reabilitação psicossocial, através das iniciativas de geração de trabalho e renda, incluem diferentes tipos de empreendimentos solidários e cooperativas sociais. Neste seminario apresentarei dois casos bem sucedidos, o GerAçãoPOA em Porto Alegre e o Bloco Carnavalesco Loucura Suburbana no Rio de Janeiro, analisando suas potências e seus limites institucionais. Momentos a abordar no seminario: 1) O encarceramento da doença mental: a produção das ausências; 2) A Reforma e o desencarceramento: emergências e tentativas; 3) ECOSOL, arte-cultura e promoção de cidadania de usuários do sistema de saúde: potências e limitações, casos bem-sucedidos e seus limites institucionais.

Nota biográfica

Marília Veríssimo Veronese é psicóloga, mestre e doutora em Psicologia Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2004). Realizou estágio sanduíche na Universidade de Havana em 2001 e no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra em 2003, sob orientação de Boaventura de Sousa Santos. Atualmente é professora Titular I da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), sendo pesquisadora associada do grupo de pesquisa em Economia Solidária e Cooperativa (ECOSOL-UNISINOS) e também vinculada ao grupo ECOSOL-CES. Tem experiência nas áreas de Sociologia e Psicologia Social, com atuação também na área de Saúde Coletiva.




Atividade no âmbito do ECOSOL-CES

 

Fonte: Ausências e emergências no encontro da “loucura” com a arte

Deixar uma resposta

Back To Top