As classes médias no Brasil contemporâneo como problemática sociológica: teorias, metodologias e alternativas

Seminário

As classes médias no Brasil contemporâneo como problemática sociológica: teorias, metodologias e alternativas

Luís Fernando Santos Corrêa da Silva (UFFS)

7 de dezembro de 2018, 14h00

Apresentação
Um dos principais desafios da pesquisa sociológica no Brasil é o de compreender de que modo se constroem simbolicamente, no âmbito das classes médias, mecanismos de legitimação de um dos maiores níveis de desigualdade social do planeta. Para que a pesquisa sociológica sobre classes sociais e desigualdades no Brasil logre êxito, considera-se que é fundamental romper com a supremacia do debate sobre a “morfologia da classe média”, que tende a privilegiar o esforço classificatório e de construção do perfil dos seus integrantes, e passar a problematizar, em medida equivalente, a “semântica da classe média”, qual seja, o conjunto de mecanismos simbólicos que fundamentam uma percepção de mundo que colabora para a perpetuação das desigualdades. Parte-se da premissa que a classe média é uma “problemática sociológica” relevante, seja porque a sua presença na estrutura social enseja desdobramentos econômicos, políticos, simbólicos e culturais, seja porque serve como “zona de amortecimento de conflitos” na ordem social capitalista.

Fonte: As classes médias no Brasil contemporâneo como problemática sociológica: teorias, metodologias e alternativas

Article written by Carlos Ferreira

Formador em TI, criou a WEBNUCLEO, uma micro empresa com perfil de consultora na área da gestão e publicação de conteúdos web. Acumula experiência e conhecimento na implementação de soluções com plataformas como o WordPress, Joomla, Open Journal System e Open Monograph Press.

Be the first to comment

Deixar uma resposta