Apresentação do livro “Exiliance Au Féminin Dans Le Monde Lusophone”

No próximo dia 3 de Maio, quinta-feira, pelas 18h terá lugar na Fundação Calouste Gulbenkian em Paris, França, a apresentação do livro “Exiliance Au Féminin Dans Le Monde Lusophone”, na presença de Ana Paula Coutinho e Maria Araújo da Silva.

Baseado no conceito de exiliência, traduzido de um neologismo proposto por Alexis Nouss (2015) para designar “o núcleo existencial comum a todas as experiências de sujeitos migrantes” e, numa perspectiva interdisciplinar, o livro “Exiliance Au Féminin Dans Le Monde Lusophone” explora a riqueza, a diversidade e os desafios das experiências exílicas femininas no mundo lusófono dos séculos XX e XXI, cujos traços são transmitidos eloquentemente pela criação (literatura, música, cinema e artes visuais).

Este livro é fruto do trabalho coletivo da conferência realizada em Paris com a Universidade de Sorbonne, a Universidade do Porto, o Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa (ILCML) e a Fundação Calouste Gulbenkian, em outubro de 2016.

Os textos dos membros do ILCML presentes no livro são:

  • Deslocações, heterotopias e exiliências na obra de Lídia Jorge – Maria Graciete Besse
  • O silêncio e a palavra – as vozes femininas no romance de Lídia Jorge – Conceição Brandão
  • Ttudo termina em clichés”? – representações de mulheres migrantes nas narrativas de Lídia Jorge – Ana Margarida Fonseca 
  • “Entre a Batalha e a Bastilha”: exílios e avessos na poesia de Luiza Neto Jorge – Marinela Freitas 
  • Quando a experiência exílica se declina de forma mediada e mitigada, reflexões a partir de Domadora de camaleões, de Helena Ferro de Gouveia – Fátima Outeirinho 
  • Paris não tem centro: da poesia como engano geográfico (uma leitura de Marília Garcia) – Joana Matos Frias 
  • A condição do exílio: Maria Gabriela Llanson no Brabante – Pedro Eiras 
  • Post-exil au féminin: incorporation des héritages et des métamorphoses – Ana Paula Coutinho
  • Ancoragens temporárias, hospitalidades e utopias trágicas: para um outro modelo de linguagem – Graça Capinha 
  • Paula Rego: exílio, prátia , corpo feminino – Isabel Pires de Lima

Fonte: Apresentação do livro “Exiliance Au Féminin Dans Le Monde Lusophone”

Article written by Carlos Ferreira

Formador em TI, criou a WEBNUCLEO, uma micro empresa com perfil de consultora na área da gestão e publicação de conteúdos web. Acumula experiência e conhecimento na implementação de soluções com plataformas como o WordPress, Joomla, Open Journal System e Open Monograph Press.

Be the first to comment

Deixar uma resposta